ArtePraia Concurso Cultura 2014

Além das intervenções inéditas realizadas pelo Edital 2014, sete ações realizadas nas edições anteriores do ArtePraia foram convidadas para integrar a programação especial através do Concurso Cultura 2014, ação do Ministério da Cultura e Governo Federal para contribuir com a difusão da arte contemporânea brasileira na oportunidade do megaevento de futebol mundial.

Artistas e obras selecionados

ARTISTA CONVIDADO

Fernando Limberger (SP)
Obra: "Paleta Complementar"

Durante o período de aproximadamente 12 horas, entre as marés baixa e alta da praia do Forte, três círculos coloridos de 10m de diâmetro, nas cores vermelho, roxo e laranja, foram desenhados na areia da praia ordenados triangularmente. O trabalho montado sofreu alterações impostas pelo ambiente, efeitos dos movimentos naturais, como o vento e o mar, como também das pessoas que usufruem daquele espaço.

ARTISTAS SELECIONADOS

Coletivo Lamparina (RN)
Obra: "Inviabilidades"

O coletivo construiu acessos inviáveis nas praias do Meio e Ponta Negra: escadas e rampas feitas com areia. Os objetos ganharam contornos muito próximos daqueles objetos reais que poderiam estar ali para facilitar o acesso.

Coletivo LATE (RN, PB e DF)
Obra: "#morrodocareca" 

O coletivo faria uma intervenção em projeção em interface com o Twitter no Morro do Careca, cartão postal da cidade, que há dez anos está interditado para subida. As pessoas poderiam utilizar a plataforma da rede social na web para projetar mensagens e imagens no morro com uso da #morrodocareca. Devido às fortes chuvas que caíram na cidade no período, a ação teve de ser cancelada, e o Coletivo LATE ministrou um workshop na Casa da Ribeira.

Chrys Silva (RN)
Obra:  "Compre seu Espaço na Praia"

Com um megafone a artista vendeu espaços na areia das praias do Meio e do Forte. Ao aceitar a proposta o comprador deitou na areia, deixando as marcas do contorno do seu corpo. A artista reforçou esses limites com tinta guache atóxica. Ao finalizar, uma placa foi instalada com o nome do proprietário. O contrato efêmero teve o exato tempo do avanço do mar ou pela ação da areia do vento sobre o terreno comprado.

Jean Sartief (RN)
Obra: "Mensagem pra você"

Garrafas com mensagens lançadas ao mar, imagens frequentes no nosso imaginário. O artista utilizou desse imagético, mas dessa vez para dispositivos de trocas de mensagens feitas através de papéis dentro de garrafas dispostas na areia da praia da Redinha.

Rita Machado (RN)
Obra: "Entrelinhas e peixes"

Os causos da praia Ponta Negra foram revelados, como numa brincadeira de criança, na pescaria de peixinhos com sensores magnéticos dispostos na areia da praia de Ponta Negra. Ao “pescar” esses peixinhos, feitos de material reciclado, o dispositivo permitiu que o público pudesse escutar uma história de pescador.

Sofia Bauchwitz (RN)
Obra: "Ventemos"

Em sua ação, a artista utiliza tecidos amarrados ao corpo. Corpos conectados ao vento. Corpo em uma paisagem. Criação da paisagem com o corpo. Corpos que formaram o próprio espaço em uma possível “nova” paisagem.


Casa da Ribeira. Terça a domingo das 16h às 22h.
Rua Frei Miguelinho, 52 . Ribeira Natal/RN . 59012-180 . Brasil . 55 84 3211.7710 . casa@casadaribeira.com.br